Sábado, 31 de Março de 2012

Corrupção Geral Impune e Irrestrita

Sucessor de Ideli Salvatti no Ministério da Pesca, o deputado petista Luiz Sérgio classificou nesta sexta-feira, 30, de “malfeito” a ação da pasta de cobrar dinheiro para o PT de Santa Catarina de uma empresa contratada pelo governo federal. A Intech Boating, que forneceu por R$ 31 milhões lanchas-patrulha para o ministério, doou R$ 150 mil ao comitê financeiro do PT, que bancou 81% dos custos da candidatura de Ideli em 2010 ao governo de Santa Catarina, como revelou com exclusividade o Estado. O contrato das lanchas é considerado suspeito pelo Tribunal de Contas da União (TCU). A petista, hoje, é titular da pasta de Relações Institucionais. Fonte: Estadão

Os próprios petistas reconhecem seus mal feitos. Pressionam empresas a doar dinheiro para o partido e seus integrantes em troca de contratos com o governo.

Como temos visto esta prática está se espalhando rapidamente pelo Brasil afora e afeta a todos os partidos.

Temos de promover uma revolução neste país. Uma revolução de ética, de moral e de honestidade.

Esta prática do toma lá dá cá precisa ser eliminada já. Isto não vai acontecer se o povo continuar inerte como se tudo isto fosse  normal.

O normal é termos políticos honestos e não políticos desonestos. O normal é termos políticos comprometidos com o bem estar do povo e não com suas contas bancárias particulares.

O normal é um político sobre o qual paira uma suspeita de mal feito renunciar ao cargo imediatamente e não ficar lutando para se manter no poder.

O normal é o presidente da república afastar um ministro que está sendo processado por mal feito e ainda pairam mais suspeita. Dilma Rousseff não deve e não pode manter no cargo ministros como Fernando Pimentel que está sendo processado pelo Ministério Público de Minas Gerais por seus mal feitos na prefeitura de Belo Horizonte.

Não é possível que entre milhões de brasileiros não possamos encontrar gente ética e honesta parta ocupar os cargos públicos.

Revolução ética já!
publicado por Brasil Liberdade e Democracia às 17:41
link | comentar | favorito

Corrupção Geral Impune e Irrestrita

Sucessor de Ideli Salvatti no Ministério da Pesca, o deputado petista Luiz Sérgio classificou nesta sexta-feira, 30, de “malfeito” a ação da pasta de cobrar dinheiro para o PT de Santa Catarina de uma empresa contratada pelo governo federal. A Intech Boating, que forneceu por R$ 31 milhões lanchas-patrulha para o ministério, doou R$ 150 mil ao comitê financeiro do PT, que bancou 81% dos custos da candidatura de Ideli em 2010 ao governo de Santa Catarina, como revelou com exclusividade o Estado. O contrato das lanchas é considerado suspeito pelo Tribunal de Contas da União (TCU). A petista, hoje, é titular da pasta de Relações Institucionais. Fonte: Estadão

Os próprios petistas reconhecem seus mal feitos. Pressionam empresas a doar dinheiro para o partido e seus integrantes em troca de contratos com o governo.

Como temos visto esta prática está se espalhando rapidamente pelo Brasil afora e afeta a todos os partidos.

Temos de promover uma revolução neste país. Uma revolução de ética, de moral e de honestidade.

Esta prática do toma lá dá cá precisa ser eliminada já. Isto não vai acontecer se o povo continuar inerte como se tudo isto fosse  normal.

O normal é termos políticos honestos e não políticos desonestos. O normal é termos políticos comprometidos com o bem estar do povo e não com suas contas bancárias particulares.

O normal é um político sobre o qual paira uma suspeita de mal feito renunciar ao cargo imediatamente e não ficar lutando para se manter no poder.

O normal é o presidente da república afastar um ministro que está sendo processado por mal feito e ainda pairam mais suspeita. Dilma Rousseff não deve e não pode manter no cargo ministros como Fernando Pimentel que está sendo processado pelo Ministério Público de Minas Gerais por seus mal feitos na prefeitura de Belo Horizonte.

Não é possível que entre milhões de brasileiros não possamos encontrar gente ética e honesta parta ocupar os cargos públicos.

Revolução ética já!
publicado por Brasil Liberdade e Democracia às 17:41
link | comentar | favorito

Corrupção Geral Impune e Irrestrita

Sucessor de Ideli Salvatti no Ministério da Pesca, o deputado petista Luiz Sérgio classificou nesta sexta-feira, 30, de “malfeito” a ação da pasta de cobrar dinheiro para o PT de Santa Catarina de uma empresa contratada pelo governo federal. A Intech Boating, que forneceu por R$ 31 milhões lanchas-patrulha para o ministério, doou R$ 150 mil ao comitê financeiro do PT, que bancou 81% dos custos da candidatura de Ideli em 2010 ao governo de Santa Catarina, como revelou com exclusividade o Estado. O contrato das lanchas é considerado suspeito pelo Tribunal de Contas da União (TCU). A petista, hoje, é titular da pasta de Relações Institucionais. Fonte: Estadão

Os próprios petistas reconhecem seus mal feitos. Pressionam empresas a doar dinheiro para o partido e seus integrantes em troca de contratos com o governo.

Como temos visto esta prática está se espalhando rapidamente pelo Brasil afora e afeta a todos os partidos.

Temos de promover uma revolução neste país. Uma revolução de ética, de moral e de honestidade.

Esta prática do toma lá dá cá precisa ser eliminada já. Isto não vai acontecer se o povo continuar inerte como se tudo isto fosse  normal.

O normal é termos políticos honestos e não políticos desonestos. O normal é termos políticos comprometidos com o bem estar do povo e não com suas contas bancárias particulares.

O normal é um político sobre o qual paira uma suspeita de mal feito renunciar ao cargo imediatamente e não ficar lutando para se manter no poder.

O normal é o presidente da república afastar um ministro que está sendo processado por mal feito e ainda pairam mais suspeita. Dilma Rousseff não deve e não pode manter no cargo ministros como Fernando Pimentel que está sendo processado pelo Ministério Público de Minas Gerais por seus mal feitos na prefeitura de Belo Horizonte.

Não é possível que entre milhões de brasileiros não possamos encontrar gente ética e honesta parta ocupar os cargos públicos.

Revolução ética já!
publicado por Brasil Liberdade e Democracia às 17:41
link | comentar | favorito

Corrupção Geral Impune e Irrestrita

Sucessor de Ideli Salvatti no Ministério da Pesca, o deputado petista Luiz Sérgio classificou nesta sexta-feira, 30, de “malfeito” a ação da pasta de cobrar dinheiro para o PT de Santa Catarina de uma empresa contratada pelo governo federal. A Intech Boating, que forneceu por R$ 31 milhões lanchas-patrulha para o ministério, doou R$ 150 mil ao comitê financeiro do PT, que bancou 81% dos custos da candidatura de Ideli em 2010 ao governo de Santa Catarina, como revelou com exclusividade o Estado. O contrato das lanchas é considerado suspeito pelo Tribunal de Contas da União (TCU). A petista, hoje, é titular da pasta de Relações Institucionais. Fonte: Estadão

Os próprios petistas reconhecem seus mal feitos. Pressionam empresas a doar dinheiro para o partido e seus integrantes em troca de contratos com o governo.

Como temos visto esta prática está se espalhando rapidamente pelo Brasil afora e afeta a todos os partidos.

Temos de promover uma revolução neste país. Uma revolução de ética, de moral e de honestidade.

Esta prática do toma lá dá cá precisa ser eliminada já. Isto não vai acontecer se o povo continuar inerte como se tudo isto fosse  normal.

O normal é termos políticos honestos e não políticos desonestos. O normal é termos políticos comprometidos com o bem estar do povo e não com suas contas bancárias particulares.

O normal é um político sobre o qual paira uma suspeita de mal feito renunciar ao cargo imediatamente e não ficar lutando para se manter no poder.

O normal é o presidente da república afastar um ministro que está sendo processado por mal feito e ainda pairam mais suspeita. Dilma Rousseff não deve e não pode manter no cargo ministros como Fernando Pimentel que está sendo processado pelo Ministério Público de Minas Gerais por seus mal feitos na prefeitura de Belo Horizonte.

Não é possível que entre milhões de brasileiros não possamos encontrar gente ética e honesta parta ocupar os cargos públicos.

Revolução ética já!
publicado por Brasil Liberdade e Democracia às 17:41
link | comentar | favorito

Corrupção Geral Impune e Irrestrita

Sucessor de Ideli Salvatti no Ministério da Pesca, o deputado petista Luiz Sérgio classificou nesta sexta-feira, 30, de “malfeito” a ação da pasta de cobrar dinheiro para o PT de Santa Catarina de uma empresa contratada pelo governo federal. A Intech Boating, que forneceu por R$ 31 milhões lanchas-patrulha para o ministério, doou R$ 150 mil ao comitê financeiro do PT, que bancou 81% dos custos da candidatura de Ideli em 2010 ao governo de Santa Catarina, como revelou com exclusividade o Estado. O contrato das lanchas é considerado suspeito pelo Tribunal de Contas da União (TCU). A petista, hoje, é titular da pasta de Relações Institucionais. Fonte: Estadão

Os próprios petistas reconhecem seus mal feitos. Pressionam empresas a doar dinheiro para o partido e seus integrantes em troca de contratos com o governo.

Como temos visto esta prática está se espalhando rapidamente pelo Brasil afora e afeta a todos os partidos.

Temos de promover uma revolução neste país. Uma revolução de ética, de moral e de honestidade.

Esta prática do toma lá dá cá precisa ser eliminada já. Isto não vai acontecer se o povo continuar inerte como se tudo isto fosse  normal.

O normal é termos políticos honestos e não políticos desonestos. O normal é termos políticos comprometidos com o bem estar do povo e não com suas contas bancárias particulares.

O normal é um político sobre o qual paira uma suspeita de mal feito renunciar ao cargo imediatamente e não ficar lutando para se manter no poder.

O normal é o presidente da república afastar um ministro que está sendo processado por mal feito e ainda pairam mais suspeita. Dilma Rousseff não deve e não pode manter no cargo ministros como Fernando Pimentel que está sendo processado pelo Ministério Público de Minas Gerais por seus mal feitos na prefeitura de Belo Horizonte.

Não é possível que entre milhões de brasileiros não possamos encontrar gente ética e honesta parta ocupar os cargos públicos.

Revolução ética já!
publicado por Brasil Liberdade e Democracia às 17:41
link | comentar | favorito

Corrupção Geral Impune e Irrestrita

Sucessor de Ideli Salvatti no Ministério da Pesca, o deputado petista Luiz Sérgio classificou nesta sexta-feira, 30, de “malfeito” a ação da pasta de cobrar dinheiro para o PT de Santa Catarina de uma empresa contratada pelo governo federal. A Intech Boating, que forneceu por R$ 31 milhões lanchas-patrulha para o ministério, doou R$ 150 mil ao comitê financeiro do PT, que bancou 81% dos custos da candidatura de Ideli em 2010 ao governo de Santa Catarina, como revelou com exclusividade o Estado. O contrato das lanchas é considerado suspeito pelo Tribunal de Contas da União (TCU). A petista, hoje, é titular da pasta de Relações Institucionais. Fonte: Estadão

Os próprios petistas reconhecem seus mal feitos. Pressionam empresas a doar dinheiro para o partido e seus integrantes em troca de contratos com o governo.

Como temos visto esta prática está se espalhando rapidamente pelo Brasil afora e afeta a todos os partidos.

Temos de promover uma revolução neste país. Uma revolução de ética, de moral e de honestidade.

Esta prática do toma lá dá cá precisa ser eliminada já. Isto não vai acontecer se o povo continuar inerte como se tudo isto fosse  normal.

O normal é termos políticos honestos e não políticos desonestos. O normal é termos políticos comprometidos com o bem estar do povo e não com suas contas bancárias particulares.

O normal é um político sobre o qual paira uma suspeita de mal feito renunciar ao cargo imediatamente e não ficar lutando para se manter no poder.

O normal é o presidente da república afastar um ministro que está sendo processado por mal feito e ainda pairam mais suspeita. Dilma Rousseff não deve e não pode manter no cargo ministros como Fernando Pimentel que está sendo processado pelo Ministério Público de Minas Gerais por seus mal feitos na prefeitura de Belo Horizonte.

Não é possível que entre milhões de brasileiros não possamos encontrar gente ética e honesta parta ocupar os cargos públicos.

Revolução ética já!
publicado por Brasil Liberdade e Democracia às 17:41
link | comentar | favorito

Corrupção Geral Impune e Irrestrita

Sucessor de Ideli Salvatti no Ministério da Pesca, o deputado petista Luiz Sérgio classificou nesta sexta-feira, 30, de “malfeito” a ação da pasta de cobrar dinheiro para o PT de Santa Catarina de uma empresa contratada pelo governo federal. A Intech Boating, que forneceu por R$ 31 milhões lanchas-patrulha para o ministério, doou R$ 150 mil ao comitê financeiro do PT, que bancou 81% dos custos da candidatura de Ideli em 2010 ao governo de Santa Catarina, como revelou com exclusividade o Estado. O contrato das lanchas é considerado suspeito pelo Tribunal de Contas da União (TCU). A petista, hoje, é titular da pasta de Relações Institucionais. Fonte: Estadão

Os próprios petistas reconhecem seus mal feitos. Pressionam empresas a doar dinheiro para o partido e seus integrantes em troca de contratos com o governo.

Como temos visto esta prática está se espalhando rapidamente pelo Brasil afora e afeta a todos os partidos.

Temos de promover uma revolução neste país. Uma revolução de ética, de moral e de honestidade.

Esta prática do toma lá dá cá precisa ser eliminada já. Isto não vai acontecer se o povo continuar inerte como se tudo isto fosse  normal.

O normal é termos políticos honestos e não políticos desonestos. O normal é termos políticos comprometidos com o bem estar do povo e não com suas contas bancárias particulares.

O normal é um político sobre o qual paira uma suspeita de mal feito renunciar ao cargo imediatamente e não ficar lutando para se manter no poder.

O normal é o presidente da república afastar um ministro que está sendo processado por mal feito e ainda pairam mais suspeita. Dilma Rousseff não deve e não pode manter no cargo ministros como Fernando Pimentel que está sendo processado pelo Ministério Público de Minas Gerais por seus mal feitos na prefeitura de Belo Horizonte.

Não é possível que entre milhões de brasileiros não possamos encontrar gente ética e honesta parta ocupar os cargos públicos.

Revolução ética já!
publicado por Brasil Liberdade e Democracia às 17:41
link | comentar | favorito

Fim das sacolinhas desampara o consumidor, diz OAB

Transcrito de Folha de São Paulo

Em um debate ontem em São Paulo, o presidente da OAB, Dr. Luiz Flávio D'urso, disse que descobriu que as sacolinhas descartáveis podem ser recicladas e não são "as vilãs do meio ambiente". 

A discussão foi promovida pela entidade, mas não contou com a participação da Apas, associação de reúne os supermercados paulistas, do governo estadual e do Procon, que não enviaram representantes. 

"Vamos realizar outros debates para esclarecer a questão das sacolas plásticas em São Paulo, e para que possa se posicionar da melhor forma em benefício da sociedade." 

A campanha "Vamos tirar o planeta do sufoco", realizada pela Apas, tem como objetivo banir as sacolinhas descartáveis e substituí-las pelas reutilizáveis. 

"O governo de São Paulo e a Apas nunca apresentaram dados científicos que mostrassem que as sacolas plásticas não são sustentáveis. A Plastivida foi buscar estudos que comprovam que as sacolas plásticas são o meio mais sustentável de se carregar as compras, os que oferecem o menor risco de contaminação, além de serem a preferância da população", disse Miguel Bahiense, presidente da Plastivida (Instituto Socioambiental dos Plásticos). 

A Folha não localizou representantes do governo do Estado e da associação dos supermercados para comentar as declarações dadas durante o debate. 

Em 3 de fevereiro, supermercados, Procon-SP e Ministério Público do Estado de São Paulo firmaram um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) para prorrogar por 60 dias o fim do uso das sacolinhas descartáveis. 

O objetivo era dar mais tempo para o consumidor se adaptar à suspensão da distribuição gratuita das sacolas descartáveis a partir da próxima quarta-feira, dia 4 de abril. 

Segundo Jorge Kaimoti, advogado da Plastivida, um TAC só se aplica quando há lei. "O termo assinado pela Apas, Ministério Público e Procon, além de não ter validade jurídica, pois não há lei vigente no estado de São Paulo, desconsidera os direitos do consumidor, pois coloca prazo (60 dias) para que ele se adapte a não ter mais as sacolas plásticas oferecidas pelos supermercados, um produto que é de seu direito, já que as sacolinhas continuam sendo cobradas com valores embutidos nos produtos", disse. 

Este é um caso em que governo e comerciantes se aliaram em prejuízo da população. Não há nenhuma motivação técnica para a medida adotada pelos Supermercados em São Paulo e em Belo Horizonte.

Como me disse um dirigente do Verde Mar, supermercado de Belo Horizonte, a medida foi tomada pois veio propiciar mais lucros para os comerciantes. A medida é puramente de ordem econômica para eles.

Enquanto nós, os consumidores e contribuintes continuarmos calados, aceitando estas imposições que só beneficiam comerciantes e os que detém o poder, continuaremos sendo o país da corrupção e da impunidade. 
publicado por Brasil Liberdade e Democracia às 16:13
link | comentar | favorito

Fim das sacolinhas desampara o consumidor, diz OAB

Transcrito de Folha de São Paulo

Em um debate ontem em São Paulo, o presidente da OAB, Dr. Luiz Flávio D'urso, disse que descobriu que as sacolinhas descartáveis podem ser recicladas e não são "as vilãs do meio ambiente". 

A discussão foi promovida pela entidade, mas não contou com a participação da Apas, associação de reúne os supermercados paulistas, do governo estadual e do Procon, que não enviaram representantes. 

"Vamos realizar outros debates para esclarecer a questão das sacolas plásticas em São Paulo, e para que possa se posicionar da melhor forma em benefício da sociedade." 

A campanha "Vamos tirar o planeta do sufoco", realizada pela Apas, tem como objetivo banir as sacolinhas descartáveis e substituí-las pelas reutilizáveis. 

"O governo de São Paulo e a Apas nunca apresentaram dados científicos que mostrassem que as sacolas plásticas não são sustentáveis. A Plastivida foi buscar estudos que comprovam que as sacolas plásticas são o meio mais sustentável de se carregar as compras, os que oferecem o menor risco de contaminação, além de serem a preferância da população", disse Miguel Bahiense, presidente da Plastivida (Instituto Socioambiental dos Plásticos). 

A Folha não localizou representantes do governo do Estado e da associação dos supermercados para comentar as declarações dadas durante o debate. 

Em 3 de fevereiro, supermercados, Procon-SP e Ministério Público do Estado de São Paulo firmaram um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) para prorrogar por 60 dias o fim do uso das sacolinhas descartáveis. 

O objetivo era dar mais tempo para o consumidor se adaptar à suspensão da distribuição gratuita das sacolas descartáveis a partir da próxima quarta-feira, dia 4 de abril. 

Segundo Jorge Kaimoti, advogado da Plastivida, um TAC só se aplica quando há lei. "O termo assinado pela Apas, Ministério Público e Procon, além de não ter validade jurídica, pois não há lei vigente no estado de São Paulo, desconsidera os direitos do consumidor, pois coloca prazo (60 dias) para que ele se adapte a não ter mais as sacolas plásticas oferecidas pelos supermercados, um produto que é de seu direito, já que as sacolinhas continuam sendo cobradas com valores embutidos nos produtos", disse. 

Este é um caso em que governo e comerciantes se aliaram em prejuízo da população. Não há nenhuma motivação técnica para a medida adotada pelos Supermercados em São Paulo e em Belo Horizonte.

Como me disse um dirigente do Verde Mar, supermercado de Belo Horizonte, a medida foi tomada pois veio propiciar mais lucros para os comerciantes. A medida é puramente de ordem econômica para eles.

Enquanto nós, os consumidores e contribuintes continuarmos calados, aceitando estas imposições que só beneficiam comerciantes e os que detém o poder, continuaremos sendo o país da corrupção e da impunidade. 
publicado por Brasil Liberdade e Democracia às 16:13
link | comentar | favorito

Fim das sacolinhas desampara o consumidor, diz OAB

Transcrito de Folha de São Paulo

Em um debate ontem em São Paulo, o presidente da OAB, Dr. Luiz Flávio D'urso, disse que descobriu que as sacolinhas descartáveis podem ser recicladas e não são "as vilãs do meio ambiente". 

A discussão foi promovida pela entidade, mas não contou com a participação da Apas, associação de reúne os supermercados paulistas, do governo estadual e do Procon, que não enviaram representantes. 

"Vamos realizar outros debates para esclarecer a questão das sacolas plásticas em São Paulo, e para que possa se posicionar da melhor forma em benefício da sociedade." 

A campanha "Vamos tirar o planeta do sufoco", realizada pela Apas, tem como objetivo banir as sacolinhas descartáveis e substituí-las pelas reutilizáveis. 

"O governo de São Paulo e a Apas nunca apresentaram dados científicos que mostrassem que as sacolas plásticas não são sustentáveis. A Plastivida foi buscar estudos que comprovam que as sacolas plásticas são o meio mais sustentável de se carregar as compras, os que oferecem o menor risco de contaminação, além de serem a preferância da população", disse Miguel Bahiense, presidente da Plastivida (Instituto Socioambiental dos Plásticos). 

A Folha não localizou representantes do governo do Estado e da associação dos supermercados para comentar as declarações dadas durante o debate. 

Em 3 de fevereiro, supermercados, Procon-SP e Ministério Público do Estado de São Paulo firmaram um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) para prorrogar por 60 dias o fim do uso das sacolinhas descartáveis. 

O objetivo era dar mais tempo para o consumidor se adaptar à suspensão da distribuição gratuita das sacolas descartáveis a partir da próxima quarta-feira, dia 4 de abril. 

Segundo Jorge Kaimoti, advogado da Plastivida, um TAC só se aplica quando há lei. "O termo assinado pela Apas, Ministério Público e Procon, além de não ter validade jurídica, pois não há lei vigente no estado de São Paulo, desconsidera os direitos do consumidor, pois coloca prazo (60 dias) para que ele se adapte a não ter mais as sacolas plásticas oferecidas pelos supermercados, um produto que é de seu direito, já que as sacolinhas continuam sendo cobradas com valores embutidos nos produtos", disse. 

Este é um caso em que governo e comerciantes se aliaram em prejuízo da população. Não há nenhuma motivação técnica para a medida adotada pelos Supermercados em São Paulo e em Belo Horizonte.

Como me disse um dirigente do Verde Mar, supermercado de Belo Horizonte, a medida foi tomada pois veio propiciar mais lucros para os comerciantes. A medida é puramente de ordem econômica para eles.

Enquanto nós, os consumidores e contribuintes continuarmos calados, aceitando estas imposições que só beneficiam comerciantes e os que detém o poder, continuaremos sendo o país da corrupção e da impunidade. 
publicado por Brasil Liberdade e Democracia às 16:13
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. O PT está destruindo a ec...

. Agora a responsabilidade ...

. Dilma Rousseff mente

. Este será o futuro do Bra...

. Canção do Médico Cubano

. PROGRAMA MINHA CASA MINHA...

. Brasil cria 1,1 milhão de...

. A economia brasileira con...

. O PT está destruindo o qu...

. Falta de amor ao próximo

.arquivos

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds